Nos anos 30, a população norte-americana sofria os efeitos da crise econômica de 1929 dentre eles, o desemprego. Com a auto-estima afetada, a população abusava de medicamentose do álcool, o que elevou a taxa de suicídios e trouxe sérios problemas à saúde pública. Com isso, o governo norte-americano implantou uma medida intitulada "Lei Seca" que proibia a produção, o comércio, e por fim, o consumo de toda e qualquer bebida alcoólica dentro do país. Essa medida tornou-se uma lei.

Contudo, o consumo de álcool não cessou. O negócio das bebidas ilegais foi parar nas mãos da Máfia que contrabandeava e comercializava a mercadoria ilegal utilizando-se de sua forte imponência social, poder de fogo, privilégios políticos e por meio de corrupção policial.

Nessa época, os bares ilegais eram montados em porões secretos e barrados por portas de aço. Nesses locais, conhecidos como "speak case" ("falem baixo"), a bebida era vendida livremente. Um homem de confiança da Máfia era o homem do bar, reponsável pelas preciosas bebidas e também pelo sigilo e segurança econômica do bar.

Além de toda responsabilidade organizacional, o barman era um jogador, dissimulado, elegante e discreto, além de precisar de raciocínio rápido e criatividade. Conta-se que em certabatida policial a um desses porões, o barman, antecipando-se à chegada dos oficiais, adicionou uma porção de suco de laranja aos copos de vodka que estavam sendo servidos naquela noite. Uma vez que lhe perguntam do que se tratava a bebida de cor amarela ele responde convictamente: suco de laranja!

Ele não só salvava seu bar, mas também dava origem ao que hoje conhecemos como coquetelaria. Hoje, o barman é um alquimista moderno.


Ele conhece a origem das bebidas, sua composição, suas propriedades, sua história, suas características, seus efeitos no organismo e seu infinito potencial gastronômico. Sabe como preparar os diversos coquetéis internacionais e criar suas próprias receitas, bem como decorá-las e oferecê-las. São geralmente profissionais com mais tempo no segmento e lideram a brigada operacional do bar.

Trabalham em trajes sociais, e freqüentemente falam mais de um idioma, o que os favorece em uma carreira internacional, por também se adequarem aos formatos de restaurantes de alta gastronomia, hotéis internacionais, "pubs", "piano bar's" e navios de cruzeiro.



Esse profissional dispõe de todos os conhecimentos do Barman clássico descritos acima, entretanto, conhece muito bem o estilo de trabalho "free-style" pois, geralmente ele começa na profissão como barback ou bartender.

O que o torna diferenciado é o seu conhecimento mais aprofundado de todas as bebidas que estão no mercado nos dias de hoje. Ele utiliza dos seus conhecimentos para criar novos aromas, sabores e consistências.

Harmoniza com requinte e ciência ingredientes inusitados, antes impensáveis na coquetelaria. No Brasil, existem barmans contemporâneos por diversos estados, destacando principalmente os estados de SP, RJ, MG,RS, SC e PR.

São geralmente contratados de empresas fabricantes de bebidas para elaborar novos flavors , criar novas tendências de consumo, divulgar a marca e ministrar cursos. Vestem-se de maneira elegante e costumam ser contratos para eventos elitizados. Não necessitam do uso de danças, alegorias e trajes insinuantes para desenvolver sua profissão.



Geralmente agregar habilidades a essa imagem. Hoje em dia, os bartenders treinam malabarismo, pirofagia, acrobacia, e mágica. Dentre essas habilidades, o malabarismo com as garrafas, ou flair, atinge grande popularidade e já existem diversos torneios ao redor do mundo que premiam os melhores desempenhos.

Hoje em dia além do Flair, muitos tem extenso conhecimento em coquetelaria(não sendo um regra), bem como servir de forma dinâmica as bebidas de domínio público jovem como as vodkas ice e os energéticos.

Vestem-se de forma a agradar ou impressionar o público alvo da casa, usando boinas, bandanas, faixas, pulseiras, piercings e penteados modernos. Trabalham geralmente em boates, baladas, shows, casas noturnas e eventos em geral.



O Nightclub Bartender é simplesmente aquele Barman que se dedica ao trabalho em Baladas (Nightclubs), Eventos (Open-Bar, Lounge e outros) e Grandes eventos (Shows, Raves e outros).Esse tipo de trabalho envolve sobretudo a agilidade do trabalho dentro do Bar, baseando-se sempre em um mise-en-place de qualidade, onde o Chefe de Bar normalmente irá organizar o ambiente de trabalho e disponibilizar todos os produtos que serão vendidos e servidos ao longo da festa.

Os coquetéis servidos tradicionalmente são os mais simples possíveis, baseando-se quase sempre em Drinks montados, podemos citar como exemplo casos clássicos como: Sex on the Beach, Tequila Sunrise, Mojito e Blue Lagoon.Também existem clubs e eventos que prezam pela montagem de coquetéis levemente mais elaborados como Margarita, Whisky Sour e Dry Martini.No Brasil, a popularidade da caipirinha faz com que ela, assim como suas variações (Caipiroska, Saiquirinha, Caipiríssima) quase sempre faça parte da carta de coquetéis.

Os Barmans que atuam como Nightclub Bartenders não são em geral especializados em Bartender Flair, visto com certo preconceito dentro desse nicho, onde o trabalho é sempre baseado na agilidade e improviso.

A capacidade de venda do Barman também é importante, pois estará em contato direto com o público e dependendo dos casos poderá receber incentivos para venda de produtos das mais diversas marcas do mercado. Além da rapidez e visão o Nightclub Bartender pode também desenvolver o seu trabalho dentro da coquetelaria envolvendo-se com a improvisação de coquetéis, adaptando clássicos ou criando novidades conforme o gosto do cliente.

É uma modalidade que cresce cada vez mais junto com a evolução dos grandes Clubs do Mundo.No entanto, carece de bons profissionais.